Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
O plantio é opcional, a colheita obrigatória.
 
 
 
 
 
O lixo que faz o solo o feliz

Montar uma composteira em casa exige alguns cuidados e informações, mas não tem mistério. Quem agradece é o jardim, os canteiros, os vasos, que terão adubo orgânico, rico, farto e econômico.

Separar o lixo orgânico do reciclável já é hábito em muitas casas brasileiras. Melhor ainda quando detritos, cascas de frutas, restos de vegetais e folhas secas transformam-se em adubo para o jardim.

Em plena capital paulista, essa experiência ecológica e econômica se repete a oito anos na casa de Stela Goldenstein, Secretária Adjunta do Meio Ambiente do Estado de São Paulo: "Acho mais fácil alimentar as plantas com o composto orgânico do que com o químico, que é muito concentrado. 0 natural não oferece risco de erro na dosagem e nunca prejudica as plantas. Ao mesmo tempo mantém a permeabilidade e a umidade do solo". A dica para quem quer começar é manter dois pequenos lixos em cima da pia: um para o material orgânico e outro para o restante.

Fundamental mesmo é criar o hábito, contar com a cumplicidade da família e das pessoas que são responsáveis pela organização e limpeza da casa. 'Eu cansei de catar do lixo que ia para a rua verdadeiras preciosidades, ricas em nutrientes para as plantas: cascas de ovos tem cálcio; borras de café são fontes de potássio. O importante é explicar a todos a importância de reaproveitar esse material'.

0 passo a passo da compostagem

Se você mora em casa e tem espaço, a montagem de sua composteira será a aeróbica, ao ar livre, feita numa caixa sem fundo, colocada diretamente no solo. Para apartamentos e áreas verdes bem pequenas, há o método anaeróbico, sem oxigênio. Conheça as duas técnicas.

Compostagem aeróbica

1- Coloque sobre a terra um caixote de madeira sem fundo e com uma divisão: do lado esquerdo, fica o lixo em processamento, e do outro, o composto orgânico pronto. É importante que o recipiente tenha frestas para a circulação de ar e uma pequena porta do lado direito para a retirada do composto.

2- Jogue no compartimento da esquerda cascas de frutas, legumes, folhas de verduras não aproveitadas, folhas e flores que caem das árvores, cascas de ovos, borras de café. Não coloque alimentos processados, como sobras de comida, e restos de carne, assim o material apodrece, provoca mau cheiro e atrai ratos, baratas e moscas.

3- Para acelerar a decomposição, a cada camada de 20 cm, regue com fermento. Prepare da seguinte forma: num tambor plástico de 50 litros, misture com água cerca de 8g de esterco de diferentes animais que se alimentam de plantas (por exemplo, cavalo, porco, galinha, coelho). Esse material é vendido em chácaras ou por viveiristas.

4- Quando atingir a altura ou quantidade de material desejada, deixe descansar por trinta dias, caso tenha regado com fermento de esterco. Lembre-se de que no verão o processo de decomposição é mais rápido do que no inverno.

5 - Depois desse período, passe as camadas, uma a uma, para o outro lado da composteira, regando com fermento a cada 20 cm. A idéia é inverter o material, de forma que a última camada de 20 cm do lado esquerdo, seja a primeira do lado em que o composto ficará pronto. Deixe descansar outros trinta dias. Nesse período, de vez em quando, regue a superfície com mais fermento.

6 - Depois desse descanso, todos os restos terão sido transformados em composto vegetal, sem cheiro e com consistência amanteigada. Retire com pá pela porta da direita.
Calcula-se que uma composteira do 1 m2 comporte do 70 a 80 kg de matéria orgânica, que será reduzida a cerca do 30 kg do adubo. Para o preparo do solo, pode-se utilizar de 1 a 2 kg do composto por m2. Para cobertura de vasos, jardineiras e jardins, a medida é de 200 g do composto orgânico por m2.

Compostagem anaeróbica

Se você quer fazer uma composteira e mora em apartamento ou numa casa apenas com canteiros e floreiras, não desanime! Uma idéia muito popular no Japão, país famoso por otimizar os menores espaços possíveis, já chegou ao Brasil. É o Eco Baldinho. Comercializado pela Fundação Mokiti Okada, utiliza o fermento bokashi com um sistema de compostagem anaeróbica.

0 método consiste em depositar todo tipo de resíduo orgânico, inclusive restos de comida e carnes, num recipiente de 10 litros. A cada refeição, por exemplo, deposita-se uma camada de material orgânico, cobre-se com 10 g de bokashi e tampa-se hermeticamente o recipiente.

Quando o baldinho estiver completo. é só mantê-lo fechado de cinco a dez dias. Esse composto pode ser usado diretamente no solo.

Bokashi é um composto orgânico em pó, pré fermentado, que deve ser aplicado sobre o material orgânico.





 
 
 
 
 
 
Reflorestamento (novo)
Existem duas maneiras de se recuperar áreas desmatadas no passado, sejam áreas de preservação permanente, reservas legais ou outras áreas.
Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada
A Organização das Nações Unidas declarou que 2017 é o ano Internacional do Turismo Sustentável.
O real valor das árvores
Por que as árvores são essenciais na melhora da qualidade de vida.
Freqüentadores de parque adotam floreiras e passam a cuidar das plantas
Cada adotante recebeu uma ficha informativa com os cuidados que sua planta necessita e também um certificado de Amigo do Parque.
Plantas reagem ao aquecimento global e lançam gases que ajudam a moderar a temperatura (novo)
Pesquisadores comprovam que o aumento nas temperaturas do planeta faz com que as plantas emitam mais gases na atmosfera.
Cientistas descobrem plantas microscópicas no Oceano Ártico
É como se eles tivessem descoberto uma floresta amazônica submersa no Oceano Ártico.
Plantas abundantes na região amazônica contribuem para a recuperação de solos degradados
Trabalho desenvolvido por pesquisador com plantas, demonstra a capacidade das mesmas de melhorar solos de áreas prejudicadas pela ação do ser humano.
Plantas podem ajudar a tratar o esgoto doméstico
É possível purificar a água em até 95% e reutilizá-la.
Britânicos recriam a Amazônia na região da Cornualha na Grã-Bretanha
Experiência cultiva espécies em cúpulas gigantes e climatizadas, por onde turistas caminham e experimentam a sensação de contato com a floresta.
Água. O diamante azul.
Falta de água. Esse é o principal desafio do Século 21.
Vale a pena neutralizar carbono?
Há quem busque a neutralização de carbono por puro marketing.
Entender o lixo nosso de cada dia
Consideramos lixo aquilo que não tem mais utilidade nenhuma, o que jogamos fora.
Em nome da flora nativa reservas se rendem a agrotóxico
Ameaçadas por pragas, reservas ecológicas no país estão fazendo testes com agrotóxicos com o objetivo de garantir a sobrevivência de espécies nativas.
Florestas tropicais
As florestas tropicais próximas ao Equador terrestre são as que contêm o maior número de espécies animais e vegetais.
Solo degradado pode ser recuperado com plantas nativas
Em ambientes contaminados as plantas podem apresentar distúrbios fisiológicos e nutricionais.
Plantio de árvores e idéias
Quem planta uma árvore assim como ocorre em tantas ações humanas, ao longo da vida desenvolve um vínculo inesgotável com aquilo que produz.
Flora em perigo
Amazônia: uso alterado do solo ameaça plantas.
Biodiversidade da Amazônia
Na Amazônia vivem e se reproduzem mais de um terço das espécies existentes no planeta.
O mentor da Revolução Verde
Embora pouco conhecido no Brasil, benfeitorias não faltam para lhe credenciar aos que ajudaram a mudar o mundo para melhor.
Um planeta sustentável começa dentro de casa
A única saída é educar e estabelecer regras que comecem dentro de sua própria casa.
É uma folha? Uma planta? Não, é um animal!
Seis novos animais (que mais parecem plantas) foram descobertos na Antártica.
O Perigo da poluição da água
A poluição da água traz conseqüências muito graves aos seres vivos.
Estocolmo é verde com louvor
Conheça as ações sustentáveis que tornaram Estocolmo a primeira cidade mais verde da Europa
Chuva problema ou solução?
Enchentes são cada vez mais freqüentes no Brasil e no mundo.
Certificação florestal e sua importância ecológica
As técnicas de manejo florestal requeridas pelo FSC são para aumentar a produtividade da floresta.
Água
Menos de 2% da água que existe no mundo pode ser usada pelo ser humano.
Nova York quer telhados verdes
A prefeitura de Nova York criou subsídios para estimular moradores e empresas a plantarem hortas urbanas no telhado das casas e prédios comerciais.
Amazônia pode perder 4.550 espécies de plantas
As plantas correm risco de desaparecer devido ao uso do solo da região para agricultura e pecuária.
Dicas para proteção ao meio ambiente
Veja o que você pode fazer para ajudar.
Florestas correm risco de parar de 'filtrar' carbono, diz estudo
Especialistas alertam para danos provocados se temperatura terrestre subir 2,5 C.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br