Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Uma casa sem jardim não tem alma.
 
 
 
 
 
Vc sabe o que é Biomimética?


Biomimética - palavra que vem do grego bios (vida) e mimesis (imitação) - é uma nova ciência que estuda a natureza, não para aprender sobre ela mas sim com ela, procurando estabelecer uma relação, não para extrair, modificar ou dominar, mas apenas para contemplar, admirar e “aprender com ela”.

Os biomimeticistas estudam os modelos da natureza imitando, inspirando-se neles ou em seus processos para responder perguntas e resolver problemas humanos, entendendo a natureza como uma medida a ser valorizada e como uma mentora a ser respeitada e ouvida, reconhecendo que ela muito tem para nos ensinar.


Afinal, são 3 bilhões e 800 milhões de anos aperfeiçoando seus ecossistemas descobrindo o que funciona, o que é apropriado e o que dura alcançando uma performance incrível. Observar a maneira pela qual a natureza executa suas tarefas, relaciona-se com os outros seres e com o meio ambiente, atentando para sua sabedoria e inteligência é, ao mesmo tempo, deslumbrante, assustador e invejável!
Nada existe sem razão; Nada acontece sem gerar conseqüências positivas para o meio ambiente ou seus habitantes; não existe “predador” sem causa nobre.

Nada é destruído totalmente; Tudo é reciclado; Nenhuma espécie prejudica à outra sem ser afetada; E a cooperação é sempre recompensada. Nosso planeta poderia ser (ou voltar a ser) um “paraíso” sem excessos ou desequilíbrios se nós - seres “racionais” - não atrapalhássemos o funcionamento genuíno da natureza.


Se tivéssemos humildade para admitir que a Terra não é “nossa” e nós não somos os melhores e nem os mais inteligentes habitantes dela, muito poderíamos aprender pois a natureza é capaz de realizar sem dificuldades proezas com as quais nem sonhamos conseguir, apesar de toda a nossa tecnologia. Poderíamos, por acaso ou intencionalmente, hibernar como os ursos-pardos ou sobreviver nas regiões árticas como os ursos polares? Imitar alguns animais e plantas que utilizam o mimetismo para sobreviver? Viver mais de 3mil anos, pesar 2 mil toneladas, alcançar 100 metros de altura e permanecer fortes, bonitos e eretos sem nenhuma ajuda, como as sequóias? Como aguentaríamos as duras condições dos prados alpinos - frio extremo no inverno, ventos de alta velocidade e sol intenso - e ainda mantermo-nos lúcidos para escolher cores certas e adequadas para usar - como fazem as flores nativas? Será que conseguiríamos aprender a manter-nos limpos e perfumados vivendo no lodo, como fazem as flores-de-lótus? Perfumar quem nos fere, como o sândalo? Será que poderíamos nos vestir como os lírios do campo?




No decorrer dos seus bilhões de anos de existência - resistência e resiliência - a natureza criou estratégias inigualáveis e surpreendentes! E, apesar de irracionais, estes seres vivos realizam seus “milagres” sem consumir gananciosamente recursos naturais, poluir o planeta ou pôr em risco o futuro! Quando nós, os humanos racionais, tirarmos a coroa, descermos do pedestal e sentarmos no banco da sala-de-aula da Mestra Gaia e (re) aprendermos lições sobre paciência, competências e valores para uma vida feliz em comunidade, ainda poderemos salvar o nosso planeta e a nós mesmos. Que venha a Revolução Biomimética!


Mas... como fazer? Que utilidade teria e quais os benefícios que a biomimética traria para o nosso dia-a-dia em casa, no trabalho e na vida? Primeiro, transformaria o nosso sentimento em relação a Terra: reconheceríamos que estamos nela, fazemos parte dela, mas ela não nos pertence. Aceitaríamos que somos apenas uma entre 30 milhões (ou muito mais) de espécies que nela habitam. Ao resgatarmos e exercitarmos o respeito, a humildade e a “consciência do outro” estaríamos dando um grande passo na estrada da biomimética que conduz à salvação do planeta e todos os seres vivos.


Segundo, aprenderíamos, com o exemplo da natureza, a respeitar nossos limites e a viver dentro deles. Só nossa espécie - a que pensa - cai na armadilha vencer desafios “superando ou ultrapassando” fronteiras sem pensar ou temer as conseqüências. Como seria a nossa vida pessoal, profissional e social se utilizássemos todo o nosso potencial, desenvolvendo-o com sabedoria, sem ir além da linha do saudável e do político e socialmente correto?


A prática da biomimética possibilitaria mudarmos a maneira como estamos produzindo alimentos, produtos, “remédios”, usando a energia, administrando negócios, gerindo pessoas e - por que não? - gerando a nós mesmos. Talvez pudéssemos passar a limpo nossa consciência, reescrever nossa história e sair da rota de colisão e destruição. E, como alerta Janine M. Benyus em seu livro Biomimética - Inovação Inspirada pela Natureza: - “Nesta altura da nossa história, em que vislumbramos a possibilidade real de perdermos um quarto de todas as espécies vivas, nos próximos 30 anos, a biomimética torna-se mais que uma maneira de ver a natureza. Ela torna-se uma corrida e um meio de salvação”.



Artigo enviado por: Sandra Braconnot - jornalista e Editora do Portal das Flores

E-mail: sanfloresrj@gmail.com

www.portaldasflores.org








 
 
 
 
A arte de cultivar virtudes
O garoto, de 4 anos de idade, aprendia a cultivar e a cuidar das plantas com o exemplo do seu avô.
Queda de árvores e soluções
Artigo enviado pelo autor José Roberto dos Santos, que tem 35 anos de experiência trabalhando como jardineiro.
Morar em um condomínio é viver no Jardim do Éden?
Talvez a idéia que temos do Paraíso seja bem próxima de um lugar protegido do caos exterior ....... Por Raul Cânovas
A crise e o estresse
Uma das formas mais interessantes de combater o estresse é a de se relacionar melhor com a natureza.
O dia em que a terra brotou
Hoje busco pessoas que acreditam em mudanças para uma grande mobilização social voltada para a educação ambiental.
Curiosidade infantil
Planta sente dor? A criança me fitou e disse: "É pro senhor mesmo que perguntei!"
Paisagismo e seus estilos
Para definir o jardim que queremos em nossa residência, além de termos o cuidado da escolha de um bom profissional, temos que ter em mente a variedade de opções, estilos e técnicas de plantio.
Qualidade de vida pela arborização
Um exemplo a ser seguido em uma cidade de Angola na África.
Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas
Caminhando pelas calçadas de nossas cidades, quase sempre danificadas por buracos e dos mais variados obstáculos, vemos as árvores.
Origem das flores ainda é mistério para a ciência
Darwin certa vez escreveu que a evolução delas continuava a ser "um abominável mistério".
Um presente inesperado
Ao ganhar de presente uma muda da minha flor preferida, a magnólia-rosa, nunca imaginaria a surpresa recebida...
Paisagismo: o florescer de uma profissão
Paisagismo: o florescer de uma profissão
Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde
Jardins sustentáveis, ajudando as cidades a alcançarem a sustentabilidade. Qual a importância das áreas verdes nas cidades e conceitos de jardins sustentáveis.
A Sabedoria do Jardineiro
O jardineiro representa a melhor metáfora para designar o perfil de um novo profissional.
Abandono e incompreensão ameaçam legado de Burle Marx
No centenário de nascimento do célebre paisagista,especialistas cobram atenção a sua obra.
Para evitar uma barbárie na destruição da orla marítima no município da Penha - SC.
Apoio de paisagistas conscientes.
Substitua as espécies invasoras de seu jardim
A escolha adequada das plantas é essencial para que não haja nenhum dano ao meio ambiente.
Somos o que somos, mas amamos o que fazemos
Consegui me apaixonar por uma outra profissão: a de paisagista.
A lição do Jardineiro
Uma boa lição para nós! Como o jardineiro sábio, cuidamos das mudinhas das afeições com carinho e as deixamos florescer.
A criança e o jardineiro
Ensinamento.
O seu jardim determina a sua energia
Quando cultivamos uma planta, estamos na realidade cuidando de uma semente de energia.
A flor dos reis
Ao maior dos reis, leve um feixe de orquídeas.
Mais alimento e florestas no ar
Avidez das plantas por gás carbônico abre perspectivas de produzir mais alimento em menos espaço e de amenizar o aquecimento global.
Meu jardim, meu jardineiro. Minha estética e minhas verdades.
O brasileiro não percebe o verdadeiro sentido e importância da conservação da natureza.
Envie seu artigo
Queremos convidar você para ajudar-nos a enriquecer as nossas publicações.
Paisagismo na arquitetura
Uma obra arquitetônica permite diálogo com a área externa.
Folhas e flores iluminam lugares habitáveis
Um lugar sem plantas, sem crianças é um ambiente sem vida, sem alegria.
Sobre Jardins
Leia este artigo, escrito, imaginem, a alguns séculos atrás.
Lar verde lar
Imagine morar em harmonia com a natureza.
Um negócio bem adubado
Quem produz plantas ornamentais pode lucrar até 20% por ano.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br