Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Preserve a natureza. Faça a coleta seletiva do lixo.
 
 
 
 
 
Dicas para proteção ao meio ambiente

Eletrodomésticos

1) Evite comprar eletrodomésticos que não sejam muito necessários, como facas elétricas, máquinas de fazer sucos, maquinas de café, etc.

2) Não utilize a parte de trás da geladeira para secar roupas e sapatos.

3) Compre geladeiras como o selo “greenfreeze”, sem o gás CFC, que ataca a camada de ozônio.
4) Evite colocar alimentos quentes na geladeira, por aumentar o consumo de energia.

5) Não coloque a geladeira perto do fogão ou de uma janela que recebe muito Sol; ela terá de trabalhar mais para se manter fria.

6) Feche sempre bem a porta da geladeira. Aberta, há um maior consumo de energia para manter a temperatura. Não deixa a porta aberta enquanto pensa no que vai tirar dela, nem a abra e feche repetidas vezes.

7) Evite manter a temperatura interna do refrigerador inferior a 5 ou 6 graus. Isso aumenta o consumo energético em cerca de 7%.

8) Prefira geladeira com descongelamento manual por gastar menos energia.

9) Opte por lavar roupas na maquina a frio. Isso economiza de 80% a 92% de energia.

10) Só lave roupa com máquina cheia. Cada lavagem consome 150 litros de água.

11) Só use a secadora de roupas em casos extremos, de muito frio ou muita chuva.

12) Prefira panelas de pressão. Mais rápidas, elas consomem menos energia.

13) Procure sempre tampar as panelas, especialmente para aquecer a água ou sopa. Isso pode reduzir em 30% a energia necessária e o tempo de preparação.

14) Desligue as bocas de fogão minutos antes de a comida ficar pronta. Elas ainda se manterão quentes por um tempo. O mesmo pode ser feito com o ferro de passar.

15) O vapor do ferro aumenta o consumo de eletricidade. Por isso passe ferro com a roupa um pouco úmida ou use um borrifador.
Alimentos

16) Evite comprar alimentos que contenham aditivos, corantes e conservantes desnecessários.

17) Compre furtas e vegetais orgânicos, por não usarem agrotóxicos em seu cultivo

18) Procure se certificar de que a carne comprada provém de animais criados em boas condições e mortos sem sofrimento desnecessário.

19) Recuse serviço de fast food com excesso de produtos descartáveis, como guardanapos, copos, canudos, colherzinha de plástico, pacotes de ketchup e maionese, etc.

20) Evite comprar peixes com tamanhos abaixo dos estipulados por lei. No site da Polícia Militar de São Paulo é possível conferir os tamanhos de peixes do mar:
Pilhas

21) Utilize, sempre que possível eletricidade em vez de pilhas.

22) Prefira pilhas recarregáveis e sem adição de mercúrio.

23) Pilhas usadas podem ser descartadas nos postos postos autorizados de cada marca, como Rayovac, Duracell, Sony. Os sites e os serviços de atendimento ao consumidor fornecem os endereços.

Papéis

24) Evite papéis decorados, engessados ou perfumados. Os químicos que carregam dificultam a reciclagem.

25) Os papéis para reciclagem não deve ser amassados, mas sim dobrados, para não ocupar volume.

26) Evite o papel alumínio na cozinha. A extração de bauxita costuma destruir grandes áreas de florestas e a transformação de bauxita em alumínio desperdiça energia.

27) Use pano em lugar de papel no dia-a-dia da cozinha, inclusive como guardanapos.Evite colocar alimentos quentes na geladeira, por aumentar o consumo de energia.

28) Compre papel higiênico não branqueado com cloro. O branqueamento produz dioxinas que, uma vez em rios, matam peixes.

29) Prefira produtos de papéis reciclados. A média de desperdício de papel, por ano, numa casa comum, corresponde a seis árvores.

30) Use uma foto copiadora que imprima frente e verso e reaproveite papéis impressos em um só lado para rascunho

Iluminação

31) Procure utilizar iluminação natural ou lâmpadas fluorescente, que gastam a quarta parte de energia que gastam uma incandescente, e duram mais.

32) Apague as luzes quando não precisar delas. Diminuir os gastos de eletricidade ajuda a reduzir a produção de dióxido de enxofre proveniente das centrais elétricas.

33) Pinte os cômodos da casa com cores claras. Cores escuras absorvem luz e as claras refletem.

34) Se possível instale sensores de ocupação que desligam as luzes sempre que o cômodo estiver ocupado

Limpeza da casa

35) Opte por uma solução de vinagre ou limão diluídos em água, em quantidades iguais, para limpar vidros e espelhos e tirar a gordura.

36) Substitua aerossóis ou sprays pelos roll-on (especialmente os recarregáveis), pelos sticks ou pelos pulverizadores de compressão.

37) Evite os desinfetantes coloridos colocados nas bordas dos vasos sanitários, porque são muitos poluentes.

38) Troque a descarga com válvulas (que gastam 10 a 30 litros quando acionadas) por aquelas que acompanham caixas de 6 litros de água.

39) Use tintas com baixo teor de solvente. Essências como a terebintina (líquido obtido de pinheiros, usado na mistura de tintas e vernizes e polidores) devem ser usadas na menores quantidades possíveis.
Carro

40) Ao lavar o carro com mangueira, gasta-se, em média, 570 litros de água. Se você usar baldes, gastará um décimo disso.

41) Visite oficina regularmente e verifique a emissão de fumaça do seu carro

42) Sempre que possível, utilize os transportes públicos, como metrô e ônibus, pegue carona, ande a pé ou de bicicleta. Assim, ajudará a reduzir a poluição.

43) A velocidade que consome menos combustível é a moderada. Acelere gradualmente

44) Mantenha a pressão correta dos pneus, para impedir o desgaste prematuro deles e para poupar combustível.

45) Não compre um automóvel maior do que as suas necessidades. Carros mais pesados utilizam até 50% mais de combustível do que os modelos mais leves.

Cidadania

46) Qualquer reclamação sobre a higienização de ruas e avenidas , cachorros que não param de latir durante a madrugada e pedidos de pontos de coleta seletiva para prédios podem ser solicitados à Prefeitura Municipal de sua cidade.

47) Denuncie crimes ambientais, queimadas, desmatamentos ou obras de grande impacto no ambiente pela Linha Verde do Ibama no site www.ibama.gov.br.

48) Participe da Campanha de Adoção de Floresta com Araucária. No site da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental(SPVS), é possível “adotar” áreas nos poucos remanescentes de florestas com araucária que ainda existem. Consulte o site www.spvs.org.br .

49) Obtenha mais detalhes das campanhas e atos realizados pelo Greenpeace no Brasil e no mundo acessando o site www.greenpeace.org.br. Veja como pode ajudar na preservação da Amazônia, do clima e dos Oceanos.

50) Proteste contra a negativa do governo americano em combater as emissões de dióxido de carbono pelas termelétricas e indústrias do país, assine a petição contra o aquecimento global, proteja os ursos polares de extinção enviando cartas ao presidente dos EUA,  e à diretoria da Agência de Proteção Ambiental (EPA). A rede de ciberativismo Action Network (http://actionnetwork.org ) tem modelos de textos e endereços para envio em inglês.
 

Fonte: Portal do Meio Ambiente












 

 
 
 
 
 
Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada (novo)
A Organização das Nações Unidas declarou que 2017 é o ano Internacional do Turismo Sustentável.
O real valor das árvores (novo)
Por que as árvores são essenciais na melhora da qualidade de vida.
Freqüentadores de parque adotam floreiras e passam a cuidar das plantas
Cada adotante recebeu uma ficha informativa com os cuidados que sua planta necessita e também um certificado de Amigo do Parque.
Plantas reagem ao aquecimento global e lançam gases que ajudam a moderar a temperatura (novo)
Pesquisadores comprovam que o aumento nas temperaturas do planeta faz com que as plantas emitam mais gases na atmosfera.
Cientistas descobrem plantas microscópicas no Oceano Ártico
É como se eles tivessem descoberto uma floresta amazônica submersa no Oceano Ártico.
Plantas abundantes na região amazônica contribuem para a recuperação de solos degradados
Trabalho desenvolvido por pesquisador com plantas, demonstra a capacidade das mesmas de melhorar solos de áreas prejudicadas pela ação do ser humano.
Plantas podem ajudar a tratar o esgoto doméstico
É possível purificar a água em até 95% e reutilizá-la.
Britânicos recriam a Amazônia na região da Cornualha na Grã-Bretanha
Experiência cultiva espécies em cúpulas gigantes e climatizadas, por onde turistas caminham e experimentam a sensação de contato com a floresta.
Água. O diamante azul.
Falta de água. Esse é o principal desafio do Século 21.
Vale a pena neutralizar carbono?
Há quem busque a neutralização de carbono por puro marketing.
Entender o lixo nosso de cada dia
Consideramos lixo aquilo que não tem mais utilidade nenhuma, o que jogamos fora.
Em nome da flora nativa reservas se rendem a agrotóxico
Ameaçadas por pragas, reservas ecológicas no país estão fazendo testes com agrotóxicos com o objetivo de garantir a sobrevivência de espécies nativas.
Florestas tropicais
As florestas tropicais próximas ao Equador terrestre são as que contêm o maior número de espécies animais e vegetais.
Solo degradado pode ser recuperado com plantas nativas
Em ambientes contaminados as plantas podem apresentar distúrbios fisiológicos e nutricionais.
Plantio de árvores e idéias
Quem planta uma árvore assim como ocorre em tantas ações humanas, ao longo da vida desenvolve um vínculo inesgotável com aquilo que produz.
Flora em perigo
Amazônia: uso alterado do solo ameaça plantas.
Biodiversidade da Amazônia
Na Amazônia vivem e se reproduzem mais de um terço das espécies existentes no planeta.
O mentor da Revolução Verde
Embora pouco conhecido no Brasil, benfeitorias não faltam para lhe credenciar aos que ajudaram a mudar o mundo para melhor.
Um planeta sustentável começa dentro de casa
A única saída é educar e estabelecer regras que comecem dentro de sua própria casa.
É uma folha? Uma planta? Não, é um animal!
Seis novos animais (que mais parecem plantas) foram descobertos na Antártica.
O Perigo da poluição da água
A poluição da água traz conseqüências muito graves aos seres vivos.
Estocolmo é verde com louvor
Conheça as ações sustentáveis que tornaram Estocolmo a primeira cidade mais verde da Europa
Chuva problema ou solução?
Enchentes são cada vez mais freqüentes no Brasil e no mundo.
Certificação florestal e sua importância ecológica
As técnicas de manejo florestal requeridas pelo FSC são para aumentar a produtividade da floresta.
Água
Menos de 2% da água que existe no mundo pode ser usada pelo ser humano.
Nova York quer telhados verdes
A prefeitura de Nova York criou subsídios para estimular moradores e empresas a plantarem hortas urbanas no telhado das casas e prédios comerciais.
Amazônia pode perder 4.550 espécies de plantas
As plantas correm risco de desaparecer devido ao uso do solo da região para agricultura e pecuária.
Florestas correm risco de parar de 'filtrar' carbono, diz estudo
Especialistas alertam para danos provocados se temperatura terrestre subir 2,5 C.
França adota carroças contra aquecimento global
Ccidades francesas estão substituindo veículos motorizados por carroças puxadas por cavalos para realizar serviços públicos.
Conforto térmico em residências
Estudo comprova que cobertura vegetal urbana melhora conforto térmico.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br