Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Uma casa sem jardim não tem alma.
 
 
 
 
 
Dendro Picasso

Já observou quantas pessoas pintam de branco o tronco das árvores? Não são poucas -- pela quantidade, por vezes, acredito que estejam certas! Certa vez indaguei ao prefeito de minha cidade natal o porque de pintar os troncos de branco.

O nobre dirigente respondeu-me: "Cristiano, nossa cidade tem 100% de água tratada, 100% de esgoto, ruas asfaltadas, hospitais com leitos vagos, escolas fechando por falta de alunos etc. Então, pinto postes e guias para mostrar que estou fazendo algo pela cidade. Como as árvores estão próximas, aproveito e pinto também."



Este mesmo prefeito deixou-me outra pérola digna do mais ouro representante da nação corinthiana, Matheus, quando indagado do porque de plantar falsa seringueira (Ficus elastica) por toda a cidade, sabendo dos problemas que a árvore ocasiona: "Porque em poucos anos torna-se uma árvore centenária!"

Pesquisando sobre de onde vem a tradição cultural de caiar (pintar de branco) os troncos das árvores, descobri que, por volta de 1880, as videiras européias, principalmente as da Itália, estavam sofrendo severos ataques de pragas, especialmente cochonilhas. Algum alquimista da época descobriu que o pincelamento de uma mistura de óxido ou carbonato de cálcio com enxofre nos troncos das videiras diminuía o problema.

Com a imigração européia ao Brasil, a descoberta foi para cá trazida e muitos ítalos, aqui cultivando seus parreirais, por precaução, aplicavam tal processo. Os invejosos tupiniquins, observando o sucesso dos toscanos e calabreses, aplicaram a todas as plantas a substância, inclusive nos postes!

A pergunta que sempre dirigem a mim é: "Faz bem ou mal caiar os troncos?" Fazendo uma analogia, sempre que observo uma árvore, é como se estivesse observando a mais linda das mulheres, mais ou menos como a... Tudo numa planta pode ser comparado ao corpo de uma mulher, dos cabelos que balançam ao vento aos pés descalços que deixam fluir as energias para a terra. Mas como não é o momento de nos aprofundarmos em anatomia, vamos comparar o tronco de uma árvore às coxas torneadas pelo artista natural.

As coxas não somente servem para sustentação e equilíbrio, como alojam um sem-número de feixes nervosos que são responsáveis por vários tipos de reflexos. Além dessa rede elétrica, temos dutos que transportam líquidos vitais, daqueles "contaminados por poluentes" que se dirigem às estações de tratamento (pulmão e rins), como os outros que transportam as mensagens do coração. Para que tudo isso funcione, há necessidade do sopro da vida, onde há vida, há trabalho, com conseqüente produção de gases e/ou calor.

Admita, você nunca pensou nas coxas daquela mulher maravilhosa dessa forma! Mais uma semana lendo os textos deste louco e você terá duas opções: mandar um e-mail ao pessoal do Garden para reclamar ou sua vida mudará completamente. Não sei se para melhor!

O tronco daquela árvore que um dia você pintou de branco -- talvez porque banco é a cor da pureza e você, como sujeito puro... -- tem todos os mecanismos de circulação que as coxas da loira (por que loira? ora!). Pelo tronco, passa sangue venoso e sangue arterial (xilema e floema). Não comparo os dois, pois nunca sei qual sangue é o "bom", ou seja, a seiva elaborada, que são açúcares produzidos nas folhas que serão levados até as raízes para alimentá-las e proporcionar seu crescimento. Já o xilema são os vasos que conduzem a seiva bruta ou "sangue ruim", que nada mais é que matéria-prima (água e sais minerais), que a planta conduzirá à fábrica de açúcares (folha).

A zona periférica de nossa pele é mais via, mais ativa, mais vascularizada que a zona interna. Na planta também é assim, o floema passa pela parte viva da "casca", enquanto o xilema corre mais internamente, sendo a parte interna do tronco praticamente morta.

Como os vasos de maior concentração estão na periferia, tanto na loira, como na planta, nessa região há muita porosidade e muita troca gasosa. Assim, já imaginou se pintássemos nossa loira com cal, como ficaria a respiração de sua pele? (Se bem que muitas empresas do ramo da beleza sacaneiam e...)

Na nossa história, além de anatomia e fisiologia humana e vegetal, a química também envolve-se -- quem cabulou as aulas de laboratório daquela professora branquela que só pegava sol pelo "vitrô", agora terá dificuldades!

A natureza, após alguns bilhões de anos, chegou à loira, e entre inúmeros atributos, investiu sua pele com caráter ácido, assim como evolui concomitantemente a casca das árvores a caráter ácido. A cal, que segundo Aurélio e Pasquale, tem carater alcalino ou básico, podendo chegar a pH (potencial Hidrogeniônico) igual a 11, enquanto a casca tem pH 6,5. Pensando como Lavoisier, teríamos:

Ácido + Base >> Sal + Água

Lembra disso? Quando misturamos um ácido a uma base, produzimos sal e água. Não acredita? Então, faça o seguinte: no dia da festa de aniversário da sua adorada sogra, reúna as crianças e diga-lhes que vai fazer mágicas. Pegue um copo transparente, coloque 2/3 (dois terços) do volume com vinagre, pegue uma colher de sopa bem cheia de fermento químico e verta rapidamente dentro do copo -- torça para que sob a mesa exista aquele tapete persa que sua sogra tanto gosta, pois ela ficará "P" da vida em dobro, pelo tapete e por ter sido a atração principal da festa dela.

Quando a situação acalmar, dentro do copo terá restado água salgada. Aí você pergunta: "quando passamos a cal na árvore, sua casca fica salgadinha?". Não. Na verdade, fica alcalina, pois a quantidade de cal é exagerada e o caráter alcalino da cal é maior que o caráter ácido da casca. Por analogia, não responderei sobre a salinidade do nosso outro personagem, pois sou defensor da moral e dos bons costumes -- ou quase!!

Voltando a falar português, da forma mais clara possível, quando você pinta o tronco de uma árvore, além de impedir alguns processos de troca gasosa, você "queima" a pele da planta com uma "soda".

Peço desculpas aos médicos, pois pouco conheço de anatomia/fisiologia humana. Não peço desculpas às árvores, pois nunca pintei um tronco. Quanto às loiras que por ventura tenham ficado ofendidas, e as morenas, por não terem sido citadas, as desculpas podem ser conseguidas pessoalmente.



Observe que o tronco da velha figueira é um ecossistema harmônico, que em nada prejudica a árvore. Todas as espécies presentes, filodendros, samambaias, ripsális, musgos, líquens etc., necessitam de pH ligeiramente ácido para sobreviver. Note que o sujeito que pintou o sopé do tronco com cal teve o trabalho de raspá-lo.O falso Picasso trocou a obra-prima natural pela sua obra-prima.

Não entendo nada de pintura, mas sei que existiu um pintor chamado Picasso e que existiu um período ou movimento denominado cubismo, que parece que os pintores gostavam de pintar pés.


Por Cristiano Budreckas



Fonte de pesquisa: www.ceagepe.com.br








 
 
 
 
Plantas podem ver, ouvir, cheirar e até reagir? (novo)
Na visão de Jack Schultz, plantas são "como animais muito lentos": conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos. - Postada em 16 junho 2017
Sem músculos e cérebro, planta carnívora ainda intriga cientistas
Depois de verem fotos da planta postadas por um naturalista amador no Facebook, pesquisadores confirmaram que aquela espécie de drosera era nova para a ciência. - Postada em 07 março 2017
Plantas conversam entre si e possuem até uma espécie de internet, revelam cientistas
Com o uso de gases e fungos, vegetais avisam que estão doentes ou a chegada de predadores.
A caiação das árvores
Como surgiu a incauta pintura e continua até os dias de hoje.
Ouro cresce em árvore?
Cientistas dizem que sim,
Músicas do Black Sabbath fazem bem às plantas, diz especialista
Ajudam a evitar doenças e faz com que elas floresçam melhor.
Vitória Régia a rainha dos lagos. Além da lenda ...
Diz a lenda, que a lua cheia, dona de encantos fabulosos, teria poderes de transformar lindas jovens em estrelas radiantes a brilhar no céu ao lado de nossas constelações boreais.
Mesa de musgo coleta energia da fotossíntese
Já pensou em ter uma mesa de musgo?
Incrível planta se faz de morta quando é tocada
A planta usa o seu sistema de defesa para enganar predadores.
Coletivo de designers aposta em plantas como acessórios
Eles desenvolveram uma linha de joias que transforma plantas em acessórios.
Árvores criam raízes em excesso e usam-nas como armas
Para que servem essas raízes extras?
Verde que mata
As estratégias de caça de algumas das plantas carnívoras mais estranhas do mundo são perturbadoras, muito além do que os botânicos poderiam imaginar.
Os fascinantes cactos e outras suculentas
As cactáceas são plantas suculentas com folhas completamente reduzidas ou transformadas em mamilos com espinhos.
O mistério das plantas e vasos furtados
Lá em Portugal também acontece. Incrível.
Plantas Companheiras
As plantas também têm preferências e se dão melhor com umas do que com outras.
Japoneses usam cortina feita de pepino e plantas para fugir do calor
O acidente na usina de Fukushima reduziu a produção de energia no país e os japoneses terão que enfrentar as temperaturas altas sem ar-condicionado.
Hóspedes educadas, formigas sabem de longe qual é a sua árvore
Cientistas espécie de formiga que consegue reconhecer a árvore onde vive por sua estrutura química.
Jabuticabeira que produz rápido
Chacareira de Jaguariúna aplica técnica em mudas originadas de sementes, que dão frutos a partir do quinto ano.
Cogumelos
Há milhares de anos, os chineses foram os primeiros a usar cogumelos como alimento.
Lustre ecológico permite cultivar plantas em ambientes fechados
Objeto de decoração ilumina o ambiente ao mesmo tempo que fornece luz para fotossíntese.
Vaso inteligente cuida das suas plantas por você
A tecnologia chegou ao jardim.
Aprenda quais são as plantas para atrair bons fluidos em 2011
As plantas podem ser aliadas para começar 2011 com o pé direito.
Círculo das Fadas
Crie um lugar mágico em seu jardim para atrair as fadas.
A estratégia inteligente das plantas
As plantas e animais aceitaram satisfazer os nossos desejos e paixões com o intuito de se perpetuarem.
Os diversos agentes da polinização
Todos os segredos de um novo organismo vegetal estão contidos em cada minúsculo grão-de-pólen.
Loja vende plantas cultivadas dentro de lâmpadas
A ideia é simples.
Jardim da Magia
Se você quiser cultivar um jardim de que as fadas vão gostar.
Vasos urbanos antiqueda encaixam no muro
Produto está disponível em várias cores e tem design patenteado.
Aromas e perfumas das plantas
Desde os primórdios da humanidade o aroma e o perfume das plantas fascinaram o ser humano.
Que árvore você é?
Veja a sua data de nascimento para saber

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br