Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Quando as árvores estão morrendo cuidado com a saúde das pessoas.
 
 
 
 
 
Paisagismo no condomínio
 

As plantas tornam o ambiente mais agradável. Por menor que seja o espaço, sempre é possível incluir um vaso ou um pequeno canteiro. Se você tem bastante espaço, então aproveite. Um jardim bem cuidado embeleza e valoriza o condomínio.



Como contratar uma empresa de paisagismo

Os jardins do condomínio não receberam muita atenção ultimamente e precisam de reparos?

Então veja as dicas abaixo:

Inicialmente, escolha com critério a empresa que fará as obras no jardim. Primeiro, peça o mesmo orçamento para diversas empresas (por exemplo: troca de grama e execução de um canteiro de flores). Com o pedido feito de forma idêntica, pode-se avaliar quem tem o melhor preço.

Outra idéia é conversar com o paisagista ou o responsável pelos serviços. Procure saber da sua formação e se ele é filiado a alguma instituição ou associação de classe (como a Associação Nacional de Paisagismo ou de seu estado).

Exija da empresa uma lista de obras realizadas e referências para checagem da idoneidade dos profissionais envolvidos. Como toda prestação de serviços, a de jardinagem também tem garantias. O fornecedor do solo, das plantas, da irrigação e de outros itens que entrarão no projeto, devem dar garantias.

A garantia de plantas recém-implantadas é de até 60 dias para a “pega” da muda. Se o jardim foi regado de acordo com as orientações do paisagista e se todos os cuidados foram tomados e, mesmo assim, a muda não pegou, pode-se solicitar a troca sem ônus para o condomínio.

Antes de entregar os jardins para uma reforma, é prudente verificar se o prédio, ou parte dele, não passará por nenhum reparo ou pintura. Se o jardim for afetado, não deixe de consultar o paisagista. Ele poderá dizer se as plantas que serão removidas poderão ser aproveitadas após a reforma ou não. Se for necessário inspecionar com regularidade uma caixa de esgoto, por exemplo, prefira não plantar nada muito próximo a ela ou utilize apenas vegetação rasteira (mais barata e mais fácil de repor, enraizar e recompor o canteiro). Outra opção é utilizar vasos sobre as tampas das caixas de inspeção elétrica ou hidráulica.

Não custa lembrar: retire os pratos de baixo dos vasos. Eles acumulam água e funcionam como criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Se os vasos estiverem em halls ou salões, coloque areia até a borda do prato.

Escolha bem: das plantas à manutenção

Veja a seguir alguns cuidados na escolha das plantas e a importância da manutenção periódica.

Geralmente, a arquitetura do prédio comanda alguns aspectos do paisagismo. Um edifício com arquitetura rígida e formal pode receber um jardim de estilo francês. No entanto, esse mesmo prédio pode aceitar um jardim com aspectos orgânicos não simétricos do tipo proposto por Burle Marx. Tudo depende do trabalho do paisagista e de sua integração com o arquiteto que desenhou a obra. Ao escolher as plantas, deve-se atentar para os aspectos ambientais, como profundidade do solo e recursos naturais disponíveis (água, luz, temperatura, vento, etc.). Plantas mais velhas e maiores são mais caras mas, em compensação, mais cedo oferecem um jardim cheio.

Use e abuse de plantas adaptadas à região e às condições climáticas, que dão menos problemas de doenças e manutenção. Já algumas espécies, apesar da moda, não são indicadas para jardins de condomínios. É o caso do ficus benjamina, das chefleras e das brassaias. Apesar de bonitas, de crescerem rápido e darem pouca manutenção, elas enraízam nos encanamentos, entupindo-os; abrem fendas em lajes, destroem rodapés e causam sérios problemas de infiltração de água.

Depois do jardim implantado com as plantas adequadas, é hora de pensar na manutenção. A sua periodicidade, geralmente, é proporcional ao tipo e tamanho do jardim e das espécies utilizadas. Não há regras e tudo deve ser baseado no projeto.

Por exemplo, um jardim de plantas anuais, para estar sempre florido, exige troca freqüente de mudas, a cada 2 meses, aproximadamente. É fundamental entregar a manutenção para um profissional preparado: há adubos específicos para cada ocasião e cada tipo de planta e remédios adequados para determinadas pragas.

Algumas plantas precisam de podas regulares. Outras, se podadas, são irremediavelmente prejudicadas. Portanto, uma manutenção adequada pode ser feita a cada quinze dias, um mês ou até dois meses. Tudo depende do tipo de vegetação que foi implantada e dos cuidados que elas necessitam.

O barato sai caro

Veja como, muitas vezes, escolher o mais barato não é a melhor saída. Quando alguma planta é danificada irremediavelmente no condomínio, seja por reforma no prédio ou por falta de cuidados adequados, muitos síndicos, na ânsia de economizar, acabam indo as floriculturas comprar, pessoalmente, outras mudas, que serão plantadas por um funcionário. É grande a chance de um leigo ser enganado e levar gato por lebre, por não terem conhecimento das espécies:

Normalmente, os paisagistas garantem as plantas que colocam num jardim, pois sabem a sua procedência e qualidade. Sabem também que plantaram da maneira correta e conhecem se um canteiro está sendo regado e cuidado da maneira como ele orientou.

Se a idéia é economizar, há algumas dicas que podem ser usadas já no projeto do jardim. Por exemplo: quanto maior a planta, mais cara. O tamanho da planta encarece, inclusive, o seu transporte. Uma grande quantidade de plantas menores pode custar o mesmo que cinco arecas de três metros de altura. Outro fator fundamental: verificar se a laje onde será formado o jardim está bem impermeabilizada.

A impermeabilização é fundamental. Colocar um jardim numa laje mal impermeabilizada é ter que mexer nas plantas depois, colocando em risco toda a vegetação. Se você pode fazer uma vez certo, por que fazer várias vezes errado e gastar mais?

Do início do projeto do jardim à sua manutenção, passando por eventuais trocas de plantas danificadas, ajuda muito se o síndico reunir alguns conhecimentos de jardinagem e paisagismo. Um curso básico de jardinagem permite conversar à altura com o jardineiro, sem o risco de ser enganado.



Fonte de pesquisa: Revista Direcional Condomínios














 
 
 
 
Imóveis e o paisagismo
Muitas pessoas estão cada dia mais, fazendo uma mudança residencial para locais com muito paisagismo para um melhor contato com a natureza.
Porque a biodiversidade faz bem para você?
Se você anda usando um pouco do seu tempo com “espaços verdes”, deve ter notado que isso melhorou seu humor, reduziu o estresse e aumentou a sensação de relaxamento.
Plantas podem absorver ozônio em ambientes fechados (novo)
Pesquisadores norteamericanos alertam para os riscos do excesso de ozônio em escritórios e residências.
Garden office
Cada vez mais as empresas tentam fazer com que seus ambientes de trabalho sejam mais aconchegantes.
Áreas arborizadas aumentam a expectativa de vida, o índice de felicidade e reduzem a criminalidade
As pessoas têm relações mais felizes e melhor desempenho quando vivem em bairros mais arborizados.
Estudo mostra que um jardim bem cuidado aumenta o valor da sua propriedade
Um jardim bonito e bem cuidado pode aumentar o valor de uma casa ou propriedade em até 16%.
Atividades ao ar livre favorecem a qualidade de vida
Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental.
Ambientes com plantas ajudam elevar sensação de bem-estar
Pesquisa norueguesa avaliou pacientes em hospitais.
O trabalho do profissional Paisagista
Saiba como trabalha o profissional paisagista.
Exposição a plantas pode aumentar imunidade
Estar entre plantas produz menores concentrações de cortisol, menor frequência cardíaca e pressão arterial.
Viver perto de árvores aumenta a longevidade e felicidade
A natureza acalma as pessoas, e ajuda-as a rejuvenescer fisiologicamente.
Reforma em condomínios
Consideremos que uma determinada reforma será necessária numa área que afetará o jardim. Não deixe de consultar o paisagista.
Revista Exteriores
Matéria publicada sobre jardim projetado e executado pelo profissional.
Plantas que purificam o ar e acalmam
Espécies como o lírio-da-paz, a espada-de-são-jorge e o filodendro nos livram de elementos nocivos como o benzeno e o formaldeído, de acordo com pesquisa da Nasa.
Plantas e flores ajudam a acelerar recuperação após cirurgia
Existem fortes evidências de que o contato com plantas é diretamente benéfico para a saúde do paciente hospitalizado.
Paisagismo em 7 questões
Assim como você contrata um arquiteto e um engenheiro para construir a sua casa você deve contratar um Paisagista para projetar o seu jardim.
A Apaflor - Associação Paranaense de Paisagismo e Jardinagem lança a cartilha Paisagismo em 7 questões
Saiba como e porque contratar este profissional.
Síndrome do Prédio Doente
Ar mais puro. A colocação de certas espécies vegetais em ambientes fechados é a melhor forma de remover gases tóxicos.
Paisagismo no condomínio
Um jardim bem cuidado embeleza e valoriza o condomínio.
Redução do desconforto físico
Estar rodeado de plantas reduz o desconforto físico das pessoas.
Além da estética
A presença de plantas nos ambientes de trabalho pode aumentar a produtividade dos funcionários, reduzir o desconforto físico e despoluir o ar.
Como planejar o jardim
O ideal é sempre elaborar o projeto do jardim junto com o projeto da residência, para que haja perfeita integração da construção com o meio ambiente.
Plantas no ambiente de trabalho
Colocar plantas nos ambientes de trabalho aumenta a produtividade e criatividade dos funcionários.
Como comprar serviços de jardinagem e paisagismo
O síndico pede à administradora que mande alguém para fazer uma pequena reforma na área verde e lhe chegam três ou quatro orçamentos para os quais ele não tem parâmetros.
Como fazer contratos que façam sentido
Ao pagarmos barato por um serviço de paisagismo não significa que tenhamos feito um bom negócio.
Paisagismo agrega valor a imóvel
O paisagismo bem planejado pode valorizar o empreendimento entre 10% e 30%.
Jardim útil e lindo o ano todo
Hoje o investimento num belo projeto paisagístico envolve detalhes que transformam pequenos e grandes espaços em áreas úteis e agradáveis para atividades do dia a dia.
1º Clínica Design Center
Participação da 1ª Clínica Design Center.
Vasos e plantas
Dar nova vida ao seu ambiente pode ser bem simples e acessível.
Você precisa da orientação de um paisagista para criar o cenário perfeito
Porque contratar um paisagista.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br