Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Não se cobra pelo que se faz, mas pelo que se sabe.
 
 
 
 
 
Estilos de jardins
 
Os jardins da antiguidade eram basicamente jardins utilitários, com o plantio desordenado de diversas ocasiões comestíveis ou de plantas com finalidade medicinal e, mais tardiamente, cosméticas.
 
Apesar deste jardim utilitário dominar os primórdios do jardim organizado, há jardins que foram louvados por sua beleza. Um bom exemplo foram os jardins suspensos da Babilônia. Também há registros de jardins da antiguidade na China, no Egito, na Grécia Clássica e Pérsia.
 
Estes jardins evoluíram (ou involuíram) para jardins enclausurados nos mosteiros, ou cidades muradas, durante a idade média. Tais jardins continuam a ser basicamente locais de cultivo de vegetais comestíveis. Mais tardiamente, durante a Renascença, eles evoluíram para maravilhosos jardins planejados, com o objetivo de cultivo de plantas para o deleite estético e decorativo.
 
Em todas as culturas, as influências da natureza sempre se fizeram sentir, pois qualquer que tenha sido o objetivo da construção de um jardim (utilitário ou decorativo) a sujeição ao clima, solo, latitude e espécimes oriundos daquela região se fez imperativa.
 
Hoje em dia nas grandes metrópoles, o estilo do jardim pode refletir o desejo de seus proprietários, de vez que os materiais existentes no mercado são diversos e variados. Além disto muita aclimatação de plantas já foi conseguida, dando uma ênfase ainda maior nas possibilidades de escolha de plantas, de acordo com a necessidade do cliente.


 
Contudo, não se pode esquecer que o jardim de uma residência ou edifício é o aposento exterior, ao ar livre daquela construção, devendo portanto seguir o estilo do interior ou de sua estrutura.
 
Dentro da atual classificação de estilos podemos citar as seguintes:
 
Rural
Contemporâneo
Formal
Colonial
Mediterrâneo
Oriental
Tropical
 
Considere também, na hora de escolher o estilo de jardim, a natureza e o ambiente que o rodeia. Por exemplo, é mais fácil construir um jardim formal em Petrópolis do que em Búzios.
 
Jardim Rural
Geralmente, adaptado ao ambiente rural ou de fazendas ou sítios,
A pavimentação é bem natural, com seixos, cascalhos ou brita. Os vasos muitas vezes são adaptados de antigas peças utilitárias, tais como cestas, carrinhos de mão laqueados em branco, etc. Charretes, rodas de carroças antigas são utilizadas, como peças de adorno.
 
As cercas são de madeira. Muitas vezes estas peças rústicas são combinadas com plantas de delicada textura e cor, a fim de se somarem num efeito de um romantismo despojado.
 
Jardim Contemporâneo
Nestes jardins os elementos de decoração muitas vezes possuem linhas retas e simples e quase sempre dão vez ao "prazer de viver”. Neste caso, as piscinas, jacuzzis e quadras de esportes, são pontos fundamentais no jardim que se caracteriza por plantas estruturais que realcem e façam um pano a estes confortos. Geralmente as pavimentações são lisas, bem confeccionadas, de materiais caros e nobres, e a mobília adaptada ao modernismos de vida requerido dela. Os vasos podem ser quase esculturas ou jardineiras construídas para este fim.
 
Jardim Formal
O estilo formal é facilmente reconhecível, pois tem um equilíbrio rígido e formal, um desenho geométrico, e usa bastante a topiaria como elemento decorativo de suas sebes e cercas vivas. A decoração é clássica e inspirada na Renascença Italiana. O jardim delineia um ambiente quase teatral e dramático, como esculturas clássicas. Os recipientes de plantas são vasos de cerâmica trabalhada e bem acabada, muitas vezes em feitio de urnas ou ânforas.
 
Jardim Colonial
O estilo colonial pode se confundir com o rural, de vez que muitos de seus elementos decorativos provêm de antigas fazendas, do tempo colonial. Mas caracteriza-se principalmente, por incorporar materiais coloniais, assim como fontes e lagos.
 
Jardim Mediterrâneo
Este é um jardim praieiro. As plantas utilizadas gostam de pouca rega, solo pobre e muita luz. Plantas tais como alecrim, o limoeiro, a videira e a nêspera, fazem parte desta ambientação. Elementos marinhos como conchas moídas para o pisoteio, ou acabamento de canteiros, também, compõem este estilo. Cerâmicas vitrificadas ou não, fazem a pavimentação. Pequenas fontes e pequenos pátios, também.
 
Jardim Oriental
Este jardim muitas vezes é um jardim em miniatura, composto por um desenho rígido e simples, arquitetado com bonsai. O jardim oriental utiliza magnólias, azaléias, coníferas, bambus, pedras em número impar e sempre possuem um recanto aquático. Este jardim tem como objetivo pacificar o espírito, equilibrá-lo em contato com a natureza e abrí-lo a meditação.
 
Jardim Tropical
O expoente máximo dentro do jardim tropical foi a criação de Burle Marx. Seus jardins passaram a valorizar nossas plantas e folhagens, e num movimento de antítese aos jardins europeus, o mestre direcionou-se para suas nuances e texturas, relegando a segundo plano o uso de flores delicadas e românticas. Seu uso de plantas estruturais e gigantes, e seu estilo natural, revalorizaram as nossas matas, como fontes de inspiração para os jardins. Muitas vezes também utilizou-se de diversas gramíneas, tentando revalorizá-las aos olhos preconceituosos do público brasileiro, que as encara na maioria das vezes como matos, praga ou capins.
 
 


 
 
 
 
Sistema holandês transforma telhados convencionais em belos jardins (novo)
A empresa desenvolveu um produto simples, capaz de transformar qualquer telhado comum em um telhado verde. - Postada em 15 maio 2017
Cidade cria projeto para se livrar de carros e ampliar áreas verdes
O ousado projeto de mobilidade urbana pretende devolver as áreas tomadas pelos carros aos pedestres, ciclistas e parques, reduzindo ao máximo o uso de automóvel para transitar pelas ruas. - Postada em 15 março 2017
Plantas podem melhorar sua produtividade
Ter uma plantinha no escritório pode tornar a equipe mais produtiva.
Paisagismo Sustentável
É organizar a natureza e a paisagem a serviço do homem.
Jardim é terapia
O contato direto com a natureza é capaz de ajudar na recuperação de doenças, estimulando a vontade de a pessoa viver e lutar.
Conheça os benefícios do telhado verde
O impacto ambiental está relacionado diretamente aos efeitos da ação do homem sobre o meio ambiente.
Burle Marx: Um grande amante da arte
Considerado um dos maiores paisagistas do Século XX.
Contratar um profissional para planejar o seu jardim
Neste artigo português o que se pretende é conhecer um pouco do trabalho de um profissional nesta área.
Arborização urbana reduz a criminalidade
Áreas arborizadas: aumentam a expectativa de vida, o índice de felicidade e reduzem a criminalidade.
Topiaria: a arte de esculpir a natureza
A topiaria é a transformação de plantas em esculturas vivas.
Ar mais puro
A colocação de certas espécies vegetais é a melhor forma de remover gases tóxicos.
Planejamento de Jardins
O que é o planejamento? O que significa planejar?
Jardim Botânico Plantarum é aberto ao público
Pessoas interessadas no universo botânico podem desfrutar de um centro de referência em flora brasileira.
Projeto regulamenta profissão de paisagista no Brasil
O Projeto de Lei 2043/11, do deputado Ricardo Izar (PV-SP), em tramitação na Câmara, regulamenta a profissão de paisagista.
As diferenças entre paisagismo e jardinagem
Paisagista quando contratar?
A primeira floresta vertical do mundo
Duas torres verdes estão sendo construídas em Milão, Itália.
Nova publicação na área de paisagismo
Está sendo lançado este mês o livro Paisagismo: projetando espaços livres, de autoria do arquiteto e paisagista Marcos Malamut.
A Paisagem Urbana
Além da função paisagística, a arborização urbana proporciona benefícios à população.
Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas
O aumento do mercado é tão intenso que as empresas enfrentam dificuldades em encontrar profissionais especializados.
Idéias para projetar um jardim privativo
Veja como transformar um pequeno espaço do quintal em um lugarzinho especial, reservado exclusivamente para o aconchego da família.
Paisagismo de áreas internas
Neste tipo de projeto existem, como nos outros, um estudo a se fazer.
Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos
São elementos integrantes aos projetos paisagísticos em busca da natureza, harmonia, prazer, equilíbrio visual e climático.
O paisagismo e o crescimento da necessidade por profissionais qualificados da área.
Queremos iniciar aqui neste espaço, um amplo debate sobre o paisagismo e estes profissionais no Brasil.
Paisagismo Urbano
Para cada projeto de paisagismo, existem fatores a se considerar, como o porquê de implantar, onde implantar, como implantar, como manter, que estilo, que cores e quais as características desejáveis das plantas.
Como planejar o plantio do seu jardim
Se você gosta de plantas, o gramado, jardim ou horta de sua casa deve lhe proporcionar horas de prazer.
Os dez mandamentos do paisagista ecológico
Siga estes passos para proteger a Natureza.
Avaliando uma empresa de irrigação
Parâmetros para avaliar e selecionar uma proposta e a empresa para implantação de um sistema de irrigação em seu gramado.
Reforma em condomínios
Antes de fazer a reforma consulte um paisagista para não afetar a vida do jardim.
Livro mostra como Burle Marx transformou o jardim em um campo de experimentação da arte moderna
Transformar o jardim verdadeiramente em uma obra de arte viva.
Serviços de paisagismo
Mesmo enfrentando o estigma de atividade de elite, os empresários do ramo de paisagismo são unânimes em afirmar que o mercado está em expansão.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br