Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
O plantio é opcional, a colheita obrigatória.
 
 
 
 
 
O estranho museu da jardinagem

O primeiro museu dedicado à história da jardinagem está completando 25 anos. O curioso é que ele fica em Londres, um lugar de clima instável e inverno rigoroso, um verdadeiro prugatório para qualquer jardim.

É lá que a paixão dos ingleses pela jardinagem se revela. A cada primavera, eles se dedicam a encher seus quintais de flores e plantas, mesmo sabendo que aIgumas, que são anuais, serão liquidadas pela primeira nevasca. Prova disso são os inúmeros jardins particulares, jardins botânicos e festivais de flores e plantas que estão entre os maiores do mundo. O museu de História da Jardinagem resume um pouco esse espírito jardineiro do povo inglês.

Ele fica escondido em um bairro industrial de Londres, a uma curta caminhada de dois pontos turísticos importantes - as casas do parlamento e o Big Ben. O acervo ocupa o prédio de uma antiga igreja às margens do rio Tâmisa. Lá, estão enterrados John Tradescant pai e filho, dois jardineiros que, durante o século 17, serviram à família real inglesa e viajaram pelo mundo para trazer novas plantas ao Reino Unido.

Durante o Renascimento, as viagens intercontinentais despertaram o interesse por espécies vegetais que mudaram a agricultura e a jardinagem européias. Da América, foram trazidas espécies, como a batata, o tomate, a pimenta, a beringela, o milho e o tabaco. Já as tulipas e os damascos vieram da Turquia nesse mesmo período.

John Tradescant era um dos homens que traziam essas novas espécies ao Velho Mundo. Nascido em 1570, ele se tomou um  dos jardineiros mais respeitados da época. Teve a felicidade de participar de diversas viagens para lugares exóticos, como a África, a Rússia e as Ilhas do Mediterrâneo. Durante essas jornadas, Tradescant coletou e classificou novas espécies que posteriormente utilizou para compor jardins de nobres como o rei Charles I.



Transportar plantas pelo Atlântico era algo muito complicado. Se as mudas ficassem no deque dos navios, correriam o risco de serem encharcadas pela água do mar. Já nos porões, poderiam morrer por falta de luz. Água fresca era algo valioso nessas viagens que chegavam a durar até três meses, e os marinheiros não gostavam da idéia de dividir o restrito suprimento com as plantas. A solução era levar sementes.

No museu, é possível ver documentos escritos por Tradescant, explicando os melhores métodos de transporte: "As sementes devem ser armazenadas em papel e colocadas em uma caixa, com o nome das espécies anotado com cuidado. Nozes e castanhas devem ser postas em barris de areia e embrulhadas em papel, com o nome devidamente anotado".

Ferramentas que marcaram época

Além de contar a história dos pioneiros da jardinagem inglesa, a pequena coleção do museu mostra algumas ferramentas antigas. Há pás e ancinhos do século 18 e 19, exemplos de antigas placas utilizadas para identificar plantas e curiosidades como uma armadilha para vespas do século 17. Trata-se de um jarro de vidro com a boca bem estreita que costumava ser preenchido até a metade com água açucarada, sendo que a entrada era coberta com mel. As vespas eram atraídas pelo conteúdo e acabavam se afogando na água.

Também há painéis que contam a história do envolvimento dos ingleses com o cultivo de plantas. A agricultura foi introduzida no país em cerca de 4.000 a.C. Naquela época, as ferramentas eram feitas de madeira e de ossos de animais. Quando os romanos ocuparam o território inglês, os metais já eram dominados pelo homem, e as pás começaram a ser recobertas de cobre ou de ferro para se tornarem mais resistentes.

Foi na Idade Média que surgiram as primeiras ferramentas feitas especialmente para jardinagem. Nesse período, a Europa sofreu grande influência dos mouros. Espécies como alecrim, lírio, íris, narciso e cravo foram trazidas do Oriente e acabaram chegando à Inglaterra. Os mouros também foram responsáveis pelo descobrimento de diversas propriedades medicinais de ervas, fazendo com que a jardinagem não fosse apenas praticada pelo paisagísmo, mas também pelas possibilidades de cura de vários males.


Fonte de pesquisa: Revista Natureza





 
 
 
 
Sem músculos e cérebro, planta carnívora ainda intriga cientistas (novo)
Depois de verem fotos da planta postadas por um naturalista amador no Facebook, pesquisadores confirmaram que aquela espécie de drosera era nova para a ciência.
Plantas conversam entre si e possuem até uma espécie de internet, revelam cientistas
Com o uso de gases e fungos, vegetais avisam que estão doentes ou a chegada de predadores.
A caiação das árvores
Como surgiu a incauta pintura e continua até os dias de hoje.
Ouro cresce em árvore?
Cientistas dizem que sim,
Músicas do Black Sabbath fazem bem às plantas, diz especialista
Ajudam a evitar doenças e faz com que elas floresçam melhor.
Vitória Régia a rainha dos lagos. Além da lenda ...
Diz a lenda, que a lua cheia, dona de encantos fabulosos, teria poderes de transformar lindas jovens em estrelas radiantes a brilhar no céu ao lado de nossas constelações boreais.
Mesa de musgo coleta energia da fotossíntese
Já pensou em ter uma mesa de musgo?
Incrível planta se faz de morta quando é tocada
A planta usa o seu sistema de defesa para enganar predadores.
Coletivo de designers aposta em plantas como acessórios
Eles desenvolveram uma linha de joias que transforma plantas em acessórios.
Árvores criam raízes em excesso e usam-nas como armas
Para que servem essas raízes extras?
Verde que mata
As estratégias de caça de algumas das plantas carnívoras mais estranhas do mundo são perturbadoras, muito além do que os botânicos poderiam imaginar.
Os fascinantes cactos e outras suculentas
As cactáceas são plantas suculentas com folhas completamente reduzidas ou transformadas em mamilos com espinhos.
O mistério das plantas e vasos furtados
Lá em Portugal também acontece. Incrível.
Plantas Companheiras
As plantas também têm preferências e se dão melhor com umas do que com outras.
Japoneses usam cortina feita de pepino e plantas para fugir do calor
O acidente na usina de Fukushima reduziu a produção de energia no país e os japoneses terão que enfrentar as temperaturas altas sem ar-condicionado.
Hóspedes educadas, formigas sabem de longe qual é a sua árvore
Cientistas espécie de formiga que consegue reconhecer a árvore onde vive por sua estrutura química.
Jabuticabeira que produz rápido
Chacareira de Jaguariúna aplica técnica em mudas originadas de sementes, que dão frutos a partir do quinto ano.
Cogumelos
Há milhares de anos, os chineses foram os primeiros a usar cogumelos como alimento.
Lustre ecológico permite cultivar plantas em ambientes fechados
Objeto de decoração ilumina o ambiente ao mesmo tempo que fornece luz para fotossíntese.
Vaso inteligente cuida das suas plantas por você
A tecnologia chegou ao jardim.
Aprenda quais são as plantas para atrair bons fluidos em 2011
As plantas podem ser aliadas para começar 2011 com o pé direito.
Círculo das Fadas
Crie um lugar mágico em seu jardim para atrair as fadas.
A estratégia inteligente das plantas
As plantas e animais aceitaram satisfazer os nossos desejos e paixões com o intuito de se perpetuarem.
Os diversos agentes da polinização
Todos os segredos de um novo organismo vegetal estão contidos em cada minúsculo grão-de-pólen.
Loja vende plantas cultivadas dentro de lâmpadas
A ideia é simples.
Jardim da Magia
Se você quiser cultivar um jardim de que as fadas vão gostar.
Vasos urbanos antiqueda encaixam no muro
Produto está disponível em várias cores e tem design patenteado.
Aromas e perfumas das plantas
Desde os primórdios da humanidade o aroma e o perfume das plantas fascinaram o ser humano.
Que árvore você é?
Veja a sua data de nascimento para saber
Mini horta tecnológica faz plantas crescerem cinco vezes mais rápido
O aparelho promete o processo de germinação em até 24 horas.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br