Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Quando as árvores estão morrendo cuidado com a saúde das pessoas.
 
 
 
 
 
O desenvovilmento está nos detalhes
Dizia Schumpeter no princípio deste século que desenvolvimento econômico não é a nobreza ter meias de seda, mas pobres também terem. Mas bastavam líderes iluminados, pois o desenvolvimento era fruto de grandes iniciativas, gerando vendavais de mudanças. Para o povaréu, bastavam algumas destrezas manuais.
 
Mudaram a economia e os processos produtivos. Hoje o desenvolvimento econômico depende cada vez mais do que fazem os pequenos e os humildes. Do meu caderno de viagem reproduzo algumas notas:
 
* A água não flui no ralo do banheiro do hotel. Com a mesma tecnologia, os canos da Suíça sempre funcionam.
 
* Por que o pedreiro não limpou o cimento que caiu sobre o azulejo, na época da construção do banheiro?
 
* Por que, ao pintar a parede, o pintor não pôs um jornal no chão, para impedir que este fosse também pintado?
 
* Na reunião marcada para as 10, metade chega na hora, mas é preciso esperar o último retardatário, que chega às 10h30. Quanto vale o tempo dos que chegaram mais cedo?
 
* Pela porta entreaberta da cozinha do restaurante vejo um jovem abrir uma lata com a ponta de uma faca usando o cabo da outra como martelo. Quanto custa um abridor?
 
* O ângulo reto na Alemanha, onde foi feito o esquadro, tem exatamente 90 graus. Por que o ângulo da esquadria feita não tem 90 graus? Tampouco deveria haver fresta no canto da porta.
 
* Desmarquei meu compromisso para esperar o consertador da máquina de lavar, ele não veio. Na França, deixava a porta aberta para que entrasse, fizesse o conserto e mandasse depois a conta pelo correio.
 
* Se ninguém está olhando, o peão pára de trabalhar. Portanto, haverá um capataz tomando conta e subtraindo do que poderia ser seu salário.
 
* Perguntei ao guarda, na praça principal, onde estavam as famosas ruínas maias. Não sabia. Perguntei à funcionária do labiríntico aeroporto de Frankfurt quanto tempo para o portão F26: três minutos e meio.
 
* Acabou a cerveja, lá se vai a lata pela janela. Mas o excursionista suíço guarda a lata vazia na mochila para jogar no primeiro cesto de lixo disponível. Quem tem mais recursos para pagar o catador de lixo?
 
* A 4.500 metros de altitude, nos Andes, encontra-se a caçamba cheia de minério de estanho com outra vindo na direção oposta. Solução: os mineiros levantam uma delas na unha e tiram da linha, para poder passar a outra. Deve haver uma tecnologia melhor.
* Buzina o motorista indignado. O preço de seu desabafo sonoro é o desconforto de dezenas de pessoas ao redor.
 
* O peão de meu amigo Barreto matou todas as suas vacas, pois pensou que a dose era um vidro de remédio, em vez de uma colher.
 
* Explicava-me o chofer de táxi em Cingapura que atrair turista é fácil, o difícil é fazer com que voltem. Fiquei pensando nos nossos.
 
Quando pensamos nos países avançados, as imagens que nos vêm à cabeça são obras monumentais, as viagens à Lua, os prêmios Nobel, os salários altos e por aí afora. Mas deixamos de observar o pequeno, o detalhe, como a gente comum cuida do seu cotidiano.
 
Temos alguns líderes educados e com visão, nas empresas, no governo e na ciência. Não estudaram em universidades piores nem são menos preparados do que os líderes dos países mais ricos. A diferença não está neles, mas no ato cotidiano do trabalhador, do pequeno funcionário. è aí onde se originam e perpetuam a diferença de produtividade e a qualidade de vida. Um país é atrasado pelo somatório dos pequenos atos malfeitos, matados, improvisados, impensados e de horizonte curto.
 
Mas, obviamente, não podemos culpar nosso povo pelo que lhe falta em educação e civismo. Os brasileiros vivem no mundo onde os que podem um pouco mais toleram uma péssima educação. Somos nós os culpados. Ao pensar nas maravilhas dos países ricos, devemos entender que a grande diferença não está nos planos grandiosos, na engenharia mirabolante, mas no comportamento cotidiano dos que estão na base da sociedade. Se não criarmos as condições para que esses comportamentos mudem, nada feito. Viveremos dos sonhos do país do futuro.
 
Cláudio de Moura Castro
 
 
 
Fonte de pesquisa: Revista Veja Maio 1998
 
 
 
 
 
Terapia ocupacional no jardim
O uso de jardins na psicologia - Artigo enviado por nosso leitor Kaio Emmanuel Farias estudante de Publicidade da Universidade São Judas Tadeu . SP - Postado em 13 julho 2017
A arte de cultivar virtudes
O garoto, de 4 anos de idade, aprendia a cultivar e a cuidar das plantas com o exemplo do seu avô.
Queda de árvores e soluções
Artigo enviado pelo autor José Roberto dos Santos, que tem 35 anos de experiência trabalhando como jardineiro.
Morar em um condomínio é viver no Jardim do Éden?
Talvez a idéia que temos do Paraíso seja bem próxima de um lugar protegido do caos exterior ....... Por Raul Cânovas
A crise e o estresse
Uma das formas mais interessantes de combater o estresse é a de se relacionar melhor com a natureza.
O dia em que a terra brotou
Hoje busco pessoas que acreditam em mudanças para uma grande mobilização social voltada para a educação ambiental.
Curiosidade infantil
Planta sente dor? A criança me fitou e disse: "É pro senhor mesmo que perguntei!"
Vc sabe o que é Biomimética?
É uma nova ciência que nos convida a aprender com a natureza.
Paisagismo e seus estilos
Para definir o jardim que queremos em nossa residência, além de termos o cuidado da escolha de um bom profissional, temos que ter em mente a variedade de opções, estilos e técnicas de plantio.
Qualidade de vida pela arborização
Um exemplo a ser seguido em uma cidade de Angola na África.
Coitadas das nossas árvores, coitadas de nossas calçadas
Caminhando pelas calçadas de nossas cidades, quase sempre danificadas por buracos e dos mais variados obstáculos, vemos as árvores.
Origem das flores ainda é mistério para a ciência
Darwin certa vez escreveu que a evolução delas continuava a ser "um abominável mistério".
Um presente inesperado
Ao ganhar de presente uma muda da minha flor preferida, a magnólia-rosa, nunca imaginaria a surpresa recebida...
Paisagismo: o florescer de uma profissão
Paisagismo: o florescer de uma profissão
Paisagismo do Futuro: Sustentabilidade verde
Jardins sustentáveis, ajudando as cidades a alcançarem a sustentabilidade. Qual a importância das áreas verdes nas cidades e conceitos de jardins sustentáveis.
A Sabedoria do Jardineiro
O jardineiro representa a melhor metáfora para designar o perfil de um novo profissional.
Abandono e incompreensão ameaçam legado de Burle Marx
No centenário de nascimento do célebre paisagista,especialistas cobram atenção a sua obra.
Para evitar uma barbárie na destruição da orla marítima no município da Penha - SC.
Apoio de paisagistas conscientes.
Substitua as espécies invasoras de seu jardim
A escolha adequada das plantas é essencial para que não haja nenhum dano ao meio ambiente.
Somos o que somos, mas amamos o que fazemos
Consegui me apaixonar por uma outra profissão: a de paisagista.
A lição do Jardineiro
Uma boa lição para nós! Como o jardineiro sábio, cuidamos das mudinhas das afeições com carinho e as deixamos florescer.
A criança e o jardineiro
Ensinamento.
O seu jardim determina a sua energia
Quando cultivamos uma planta, estamos na realidade cuidando de uma semente de energia.
A flor dos reis
Ao maior dos reis, leve um feixe de orquídeas.
Mais alimento e florestas no ar
Avidez das plantas por gás carbônico abre perspectivas de produzir mais alimento em menos espaço e de amenizar o aquecimento global.
Meu jardim, meu jardineiro. Minha estética e minhas verdades.
O brasileiro não percebe o verdadeiro sentido e importância da conservação da natureza.
Envie seu artigo
Queremos convidar você para ajudar-nos a enriquecer as nossas publicações.
Paisagismo na arquitetura
Uma obra arquitetônica permite diálogo com a área externa.
Folhas e flores iluminam lugares habitáveis
Um lugar sem plantas, sem crianças é um ambiente sem vida, sem alegria.
Sobre Jardins
Leia este artigo, escrito, imaginem, a alguns séculos atrás.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br