Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Uma casa sem jardim não tem alma.
 
 
 
 
 
Por que planejar um jardim?

Quando construímos uma casa, sempre cuidamos para que cada detalhe fique do jeito que queremos. Definimos quais e quantos cômodos a nova casa vai ter, decidimos seus tamanhos e disposição, verificamos a posição de portas e janelas e a ventilação dos ambientes. Depois escolhemos cuidadosamente o piso, a cor das paredes, esquadrias, revestimentos, luminárias, uma infinidade de detalhes, enfim, para que nossa casa fique perfeita.

Da mesma maneira, quando compramos uma nova casa, observamos sua localização, seu tamanho e a divisão de seus ambientes. Então decidimos se vamos fazer modificações, pintá-la, escolhemos novas cores e acabamentos. Por fim, móveis, cortinas, tapetes, para dar o toque final e personalizar o ambiente.

E o jardim ? Do jardim cuidamos depois......

Quando todo o mais está pronto é que decidimos como vamos fazer o jardim. O jardim é tratado como um complemento, de importância secundária. Ocupa o que “sobrou” do terreno, a parte que não quisemos ou não pudemos ocupar com a construção. Nesse espaço distribuem-se algumas plantas de efeito ornamental, completa-se o espaço restante com grama e, voilà, tem-se um jardim!

Mas um jardim pode ser muito mais do que isso

Vivemos numa região tropical, com clima quente ao longo de todo o ano. Não há razão para nos escondermos dentro de casa. As áreas externas são tão importantes quanto as internas e merecem o mesmo cuidado. Jardins não precisam ser somente ornamentais e contemplativos, mas verdadeiros espaços de convivência. O jardim é parte da casa e assim deve ser entendido.



Boa parte das atividades, que se desenvolvem no interior da construção, pode ocorrer do lado de fora. A brincadeira das crianças, o repouso, a conversa com amigos, as refeições e até mesmo o trabalho, podem ser mais agradáveis sob uma sobra leve e uma brisa fresca, em meio aos pássaros e à explosão de cores das flores. Para isso, é  preciso que o jardim seja preparado, que receba em seu planejamento o mesmo tratamento e os cuidados que destinamos ao planejar as áreas internas.

Um jardim bem sucedido não é fruto do acaso, mas resultado de um planejamento minucioso, integrado ao projeto de arquitetura. Nesse processo, o espaço que circunda a construção, independentemente de seu tamanho, é trabalhado de forma a integrar-se às áreas internas, transformando-o em parte dela. Os ambientes externos são preparados para abrigar as atividades que se pretendem que ocorram ali. Suas dimensões, características, seu caráter, são definidos de forma que o espaço resultante ofereça o conforto e as condições necessárias para cada uma dessas atividades, convidando e estimulando a permanência de seus usuários.

É claro que beleza é também fundamental. E são principalmente as plantas, com sua riqueza de cores formas e texturas, que, arranjadas de maneira harmoniosa, vão criar as sensações desejadas, a atmosfera do jardim. As plantas são, ao mesmo tempo, as organizadoras do espaço e suas embelezadoras. O posicionamento de cada uma delas no jardim é determinado por suas funções espaciais e pela sua contribuição plástica na harmonia do conjunto proposto.

Não podemos, no entanto, nos esquecer de que mais do que elementos de composição de um jardim, as plantas são seres vivos, com características biológicas que determinam sua aptidão a sobreviver em cada ambiente. Assim, dependendo de sua origem, cada planta tem necessidades diferentes. Há plantas que apreciam o frio ou o calor, o vento ou a ausência deste, umidade elevada ou baixa, chuvas freqüentes ou raras, solos argilosos ou arenosos, e assim por diante. Essas características do ambiente de onde a planta se originou devem ser rigorosamente respeitadas para que a planta possa se desenvolver plenamente. A escolha das espécies que serão utilizadas em cada jardim deve se guiar por esse critério, sendo também etapa de grande importância no processo de planejamento.



Ao mesmo tempo, vale lembrar que cada decisão tomada durante o planejamento tem impacto direto sobre o nível de manutenção que o jardim proposto exigirá, sobre a freqüência e a dificuldade dos cuidados que serão necessários para que o jardim possa se desenvolver e atingir sua plenitude. É possível criar um jardim rústico e pouco exigente ou optar por uma solução mais elaborada que, no entanto, exija manutenção intensa e mais onerosa. Ainda com relação a custos, é somente com planejamento prévio que podemos determinar o custo de implantação do jardim, ou ajustá-lo a um orçamento pré-determinado.

Dependendo da facilidade de propagação da planta, de sua velocidade de crescimento e do porte de aquisição proposto, o valor das mudas pode variar enormemente. É preciso determinar o equilíbrio entre custos e benefícios de cada um desses fatores no momento em que se opta por determinada espécie vegetal.

O planejamento do jardim permite que todos esses fatores inter-relacionados sejam considerados em conjunto, de forma equilibrada. O resultado final desse processo é um espaço harmônico, dinâmico, integrado à construção e a seus usuários, contemplando seus gostos e interesses, convidativo e hospitaleiro. Ao mesmo tempo, biologicamente equilibrado, respeitando as características de cada planta e seu comportamento no conjunto, e as características  da fauna e flora locais. E ainda, com um custo pré-determinado e um nível de manutenção adequado. Será preciso dizer mais?



Por Marcos Malamut - Arquiteto, paisagista e coordenador da ProFlora
















 
 
 
 
 
Sistema holandês transforma telhados convencionais em belos jardins (novo)
A empresa desenvolveu um produto simples, capaz de transformar qualquer telhado comum em um telhado verde. - Postada em 15 maio 2017
Cidade cria projeto para se livrar de carros e ampliar áreas verdes
O ousado projeto de mobilidade urbana pretende devolver as áreas tomadas pelos carros aos pedestres, ciclistas e parques, reduzindo ao máximo o uso de automóvel para transitar pelas ruas. - Postada em 15 março 2017
Plantas podem melhorar sua produtividade
Ter uma plantinha no escritório pode tornar a equipe mais produtiva.
Paisagismo Sustentável
É organizar a natureza e a paisagem a serviço do homem.
Jardim é terapia
O contato direto com a natureza é capaz de ajudar na recuperação de doenças, estimulando a vontade de a pessoa viver e lutar.
Conheça os benefícios do telhado verde
O impacto ambiental está relacionado diretamente aos efeitos da ação do homem sobre o meio ambiente.
Burle Marx: Um grande amante da arte
Considerado um dos maiores paisagistas do Século XX.
Contratar um profissional para planejar o seu jardim
Neste artigo português o que se pretende é conhecer um pouco do trabalho de um profissional nesta área.
Arborização urbana reduz a criminalidade
Áreas arborizadas: aumentam a expectativa de vida, o índice de felicidade e reduzem a criminalidade.
Topiaria: a arte de esculpir a natureza
A topiaria é a transformação de plantas em esculturas vivas.
Ar mais puro
A colocação de certas espécies vegetais é a melhor forma de remover gases tóxicos.
Planejamento de Jardins
O que é o planejamento? O que significa planejar?
Jardim Botânico Plantarum é aberto ao público
Pessoas interessadas no universo botânico podem desfrutar de um centro de referência em flora brasileira.
Projeto regulamenta profissão de paisagista no Brasil
O Projeto de Lei 2043/11, do deputado Ricardo Izar (PV-SP), em tramitação na Câmara, regulamenta a profissão de paisagista.
As diferenças entre paisagismo e jardinagem
Paisagista quando contratar?
A primeira floresta vertical do mundo
Duas torres verdes estão sendo construídas em Milão, Itália.
Nova publicação na área de paisagismo
Está sendo lançado este mês o livro Paisagismo: projetando espaços livres, de autoria do arquiteto e paisagista Marcos Malamut.
A Paisagem Urbana
Além da função paisagística, a arborização urbana proporciona benefícios à população.
Crescimento da construção civil intensifica demanda por paisagistas
O aumento do mercado é tão intenso que as empresas enfrentam dificuldades em encontrar profissionais especializados.
Idéias para projetar um jardim privativo
Veja como transformar um pequeno espaço do quintal em um lugarzinho especial, reservado exclusivamente para o aconchego da família.
Paisagismo de áreas internas
Neste tipo de projeto existem, como nos outros, um estudo a se fazer.
Lagos Ornamentais nos Projetos Paisagísticos
São elementos integrantes aos projetos paisagísticos em busca da natureza, harmonia, prazer, equilíbrio visual e climático.
O paisagismo e o crescimento da necessidade por profissionais qualificados da área.
Queremos iniciar aqui neste espaço, um amplo debate sobre o paisagismo e estes profissionais no Brasil.
Paisagismo Urbano
Para cada projeto de paisagismo, existem fatores a se considerar, como o porquê de implantar, onde implantar, como implantar, como manter, que estilo, que cores e quais as características desejáveis das plantas.
Como planejar o plantio do seu jardim
Se você gosta de plantas, o gramado, jardim ou horta de sua casa deve lhe proporcionar horas de prazer.
Os dez mandamentos do paisagista ecológico
Siga estes passos para proteger a Natureza.
Avaliando uma empresa de irrigação
Parâmetros para avaliar e selecionar uma proposta e a empresa para implantação de um sistema de irrigação em seu gramado.
Reforma em condomínios
Antes de fazer a reforma consulte um paisagista para não afetar a vida do jardim.
Livro mostra como Burle Marx transformou o jardim em um campo de experimentação da arte moderna
Transformar o jardim verdadeiramente em uma obra de arte viva.
Serviços de paisagismo
Mesmo enfrentando o estigma de atividade de elite, os empresários do ramo de paisagismo são unânimes em afirmar que o mercado está em expansão.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br