Gilberto Matter Paisagismo  
Paisagismo  
Dicas  
Jardinagem  
Artigos  
Envie seu Artigo  
Plantas  
Idéias & Curiosidades  
Ecologia e Meio Ambiente  
Sem comentários  
Produtos  
Produtos exclusivos  
Novidades  
Classificados  
Promoções  
TerraCottem  
Cursos no Brasil  
Agenda de Cursos  
Agenda de Eventos  
Cadastro de Empresas  
Cadastro de Profissionais  
Teste: Ter um jardim?  
Newsletter  
Download  
Perguntas & Respostas  
Links  
Biblioteca Verde  
Cartões Virtuais  
Fotos do seu Jardim  
Galeria de Imagens  
Fóruns  
Cursos de Paisagismo e Jardinagem  
O Projeto  
Estrutura  
Parceria  
Cursos e Palestras  
Notícias do Centro  
Institucional  
Apresentação  
Colaboradores  
Parceiros do Portal  
Termos de Uso  
Política de Privacidade  
Opine  
Cadastre-se  
Anuncie no Portal  
Fale conosco  
 
Preserve a natureza. Faça a coleta seletiva do lixo.
 
 
 
 
 
Bestialidade ambiental

Sempre se atribuiu à poluição química a maior responsável pela destruição do ambiente e a que causa maiores riscos à preservação das espécies. Entretanto, a poluição biológica e patogênica surge como arma perigosa. Somente o homem é capaz de levar novas espécies de plantas e animais a lugares onde jamais poderiam ter chegado sozinhas, só que diante de tantas modificações genéticas em plantas e animais, com a intenção de resolver os problemas da humanidade, a grande preocupação é que por um descontrole, ou descuido do processo de transferência de genes, ocorra uma verdadeira poluição biológica, com modificações graves na cadeia.

Alarmismo à parte, há milhares de anos as espécies se modificam geneticamente pelos cruzamentos espontâneos, originando grande diversidade genética, necessária para cumprir um dos princípios darwinista. Agora a ciência manipula os genes e a grande preocupação é que essa mesma seja manipulada pela ganância e preponderância econômica, constituindo o início de uma mutação gradativa das espécies, de origem maléficas.

Com a seleção artificial, a vacinação, as injeções de hormônio, os antibióticos e, principalmente, a intervenção genética, com a manipulação de embriões, o nível de mutações subiu a um ritmo cem vezes maior que o da natureza.

A clonagem vegetal, pela cultura de meristemas, também conhecida como micropropagação, oferece inúmeras vantagens e aplicações na agricultura, porém na clonagem de animais ocorrem, comumente, problemas de formação de órgãos, como coração, rim e pulmão, em mais da metade dos que nascem. Muitos morrem, porém os demais vivem para sempre com limitações pelas falhas hereditárias.

Outro tipo de poluição que pode levar muitas espécies raras à extinção é a patogênica, pela exposição a doenças humanas, ligada à intromissão dos hominídeos em áreas selvagens e à zoofilia, a maldita selvageria humana, enfim.

Mas que todos saibam que à medida que aumenta a taxa de infecção de animais, aumentam também as chances de o homem contrair novas doenças. Só que o grande perigo é que surja um vírus que, num salto evolutivo, surpreenda a medicina desprevenida.

Toda a biodiversidade sofre com o saque biológico, muitas vezes camuflado por convênios que prometem cooperações descabidas para a bioprospecção, a exploração de recursos genéticos, e, por isso, há que elaborar legislações específicas para cada caso mencionado, de acordo com aquilo que a sociedade deseja, mas o homem tem, acima de tudo, que mudar sua forma de se relacionar com a natureza, e entender, também, que a interação entre todos os seres, forma um ecossistema que constitui uma grande teia para a vida na Terra. Para isso, no entanto, é preciso retomar a evolução humana, principalmente no sentido de empregar o espírito coletivo de cooperação. O mutualismo.

Por: João O. Salvador - biólogo do Centro de Energia Nuclear na Agricultura


 
Fonte de pesquisa: Gazeta de Piracicaba









 
 
 
 
Reflorestamento (novo)
Existem duas maneiras de se recuperar áreas desmatadas no passado, sejam áreas de preservação permanente, reservas legais ou outras áreas.
Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada
A Organização das Nações Unidas declarou que 2017 é o ano Internacional do Turismo Sustentável.
O real valor das árvores
Por que as árvores são essenciais na melhora da qualidade de vida.
Freqüentadores de parque adotam floreiras e passam a cuidar das plantas
Cada adotante recebeu uma ficha informativa com os cuidados que sua planta necessita e também um certificado de Amigo do Parque.
Plantas reagem ao aquecimento global e lançam gases que ajudam a moderar a temperatura (novo)
Pesquisadores comprovam que o aumento nas temperaturas do planeta faz com que as plantas emitam mais gases na atmosfera.
Cientistas descobrem plantas microscópicas no Oceano Ártico
É como se eles tivessem descoberto uma floresta amazônica submersa no Oceano Ártico.
Plantas abundantes na região amazônica contribuem para a recuperação de solos degradados
Trabalho desenvolvido por pesquisador com plantas, demonstra a capacidade das mesmas de melhorar solos de áreas prejudicadas pela ação do ser humano.
Plantas podem ajudar a tratar o esgoto doméstico
É possível purificar a água em até 95% e reutilizá-la.
Britânicos recriam a Amazônia na região da Cornualha na Grã-Bretanha
Experiência cultiva espécies em cúpulas gigantes e climatizadas, por onde turistas caminham e experimentam a sensação de contato com a floresta.
Água. O diamante azul.
Falta de água. Esse é o principal desafio do Século 21.
Vale a pena neutralizar carbono?
Há quem busque a neutralização de carbono por puro marketing.
Entender o lixo nosso de cada dia
Consideramos lixo aquilo que não tem mais utilidade nenhuma, o que jogamos fora.
Em nome da flora nativa reservas se rendem a agrotóxico
Ameaçadas por pragas, reservas ecológicas no país estão fazendo testes com agrotóxicos com o objetivo de garantir a sobrevivência de espécies nativas.
Florestas tropicais
As florestas tropicais próximas ao Equador terrestre são as que contêm o maior número de espécies animais e vegetais.
Solo degradado pode ser recuperado com plantas nativas
Em ambientes contaminados as plantas podem apresentar distúrbios fisiológicos e nutricionais.
Plantio de árvores e idéias
Quem planta uma árvore assim como ocorre em tantas ações humanas, ao longo da vida desenvolve um vínculo inesgotável com aquilo que produz.
Flora em perigo
Amazônia: uso alterado do solo ameaça plantas.
Biodiversidade da Amazônia
Na Amazônia vivem e se reproduzem mais de um terço das espécies existentes no planeta.
O mentor da Revolução Verde
Embora pouco conhecido no Brasil, benfeitorias não faltam para lhe credenciar aos que ajudaram a mudar o mundo para melhor.
Um planeta sustentável começa dentro de casa
A única saída é educar e estabelecer regras que comecem dentro de sua própria casa.
É uma folha? Uma planta? Não, é um animal!
Seis novos animais (que mais parecem plantas) foram descobertos na Antártica.
O Perigo da poluição da água
A poluição da água traz conseqüências muito graves aos seres vivos.
Estocolmo é verde com louvor
Conheça as ações sustentáveis que tornaram Estocolmo a primeira cidade mais verde da Europa
Chuva problema ou solução?
Enchentes são cada vez mais freqüentes no Brasil e no mundo.
Certificação florestal e sua importância ecológica
As técnicas de manejo florestal requeridas pelo FSC são para aumentar a produtividade da floresta.
Água
Menos de 2% da água que existe no mundo pode ser usada pelo ser humano.
Nova York quer telhados verdes
A prefeitura de Nova York criou subsídios para estimular moradores e empresas a plantarem hortas urbanas no telhado das casas e prédios comerciais.
Amazônia pode perder 4.550 espécies de plantas
As plantas correm risco de desaparecer devido ao uso do solo da região para agricultura e pecuária.
Dicas para proteção ao meio ambiente
Veja o que você pode fazer para ajudar.
Florestas correm risco de parar de 'filtrar' carbono, diz estudo
Especialistas alertam para danos provocados se temperatura terrestre subir 2,5 C.

 

© Copyright 2002 - Paisagismo Brasil
Webmaster
Email: gm@paisagismobrasil.com.br